sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Dinossauros motorizados

Dias atrás li este post no blog da Barbara Gancia e, na qualidade de pedestre, tive que concordar. Lembrei imediatamente de um primo meu, adolescente, que diante de um SUV dos mais trambolhudos (não me lembro qual), comentou: "Isso aí não tem seta, tem foda-se!"
O post diz basicamente como me sinto quanto a esses dinossauros motorizados que poluem demais, gastam demais e ocupam um espaço que São Paulo não tem. Mas hoje tive a confirmação de que o tamanho do carro tende a ser inversamente proporcional ao cérebro de quem o dirige.

Avenida Higienópolis, em frente ao shopping. Sinal fechado, observo um cidadão sair de dentro do seu carro e ir até a janela do carro da frente gritando enfurecido para a motorista: "SUA PUTA! SUA VACA!"

Eu não vi o que a mulher do carro da frente fez. A rua é estreita e estava cheia de carros, não dá pra fechar ninguém ali. Deve ter freado bruscamente, sei lá. O fato é que não matou nem feriu ninguém e não deve ter "roubado" mais do que 30 segundos do precioso tempo do cidadão que berrava à sua janela.

Adivinhem qual carro o nervosinho dirigia? Começa com S e termina com V.

2 comentários:

  1. Outra lenda diz que esses carros foram feitos pra compensar a falta de p _ _ a, não só de cérebro. Ainda não consegui comprovar tal teoria. Alguém???

    ResponderExcluir
  2. Já que liberam SUVs deviam liberar Winchesters para condutores de veículos "normais" e desavantajados.

    ResponderExcluir