sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Ingrish

Eu sou professora de inglês. Isso significa que, salvo exceções, passo boa parte do meu dia tentando ensinar esta bendita língua a adolescentes que se orgulham de não saberem nem português e a adultos que preferiam estar assistindo à novela. Não estou reclamando, vejam bem - gosto do que faço, mas me esforço para, fora do horário de trabalho, não discutir assuntos relativos ao ensino de línguas. Quer me irritar? Me pergunta no bar qual curso de inglês eu recomendo. Ainda assim, há coisas que machucam este coraçãozinho docente.
Certa vez, numa mesa, um rapaz que eu tinha acabado de conhecer disse que gostava muito de tal música do "Pólice". Minha irmã imediatamente chutou minha canela para evitar que a "teacher" baixasse e corrigisse o moço. Porque eu sinceramente acho que certas coisas não tem perdão.
Uma conhecida fez um álbum no orkut chamado "Friends, passions and AGGREGATES." Dói, sabe? É triste ver meu material de trabalho maltratado desse jeito em tempos de google e de um professor de inglês em cada esquina.
Mas o massacre continua: há um site de fotos de "baladas" no interior de São Paulo chamado "Good Ballads". Mais de uma vez já tive vontade de mandar um e-mail para lá perguntando se eles sabem que "ballad" NÃO é "balada" de sair a noite e sim balada de música romântica mas colocaram o nome assim mesmo achando que ninguém ia perceber ou se eles ficaram com preguiça de olhar no dicionário mesmo.
Há também o famoso truque de tirar a última vogal. Todo mundo sabe que isso transforma automaticamente a palavra em inglês. Já vi funilaria chamada "pint car", consultório dentário "white dent" e restaurante "comida quent". Esse descaso com o idioma alheio da parte de pessoas que tem meios de fazer melhor magoa a gente, sabe? Custa pegar o Michaelis? Vai cair a mão?

4 comentários:

  1. WHITE DENT HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  2. Gosto de uma loja de roupas de Sorocaba que chama-se Scharme Dins. Adorei que a horrorosa grafia foi proposital. Vou começar a falar "dins" só de birra.

    ResponderExcluir
  3. Aqui em Santos tem a loja de roupas See Wave (imaginou o público-alvo?), e em Sorocaba, o Ipanema Clube cansou de fazer "fantasy parties". E eu cansei de recomendar meus alunos a não passar nem na porta. Ódjo!

    ResponderExcluir
  4. Mas então, que curso de inglês você recomenda?

    ResponderExcluir