domingo, 21 de fevereiro de 2010

Cineminha de domingo

Em Amor sem escalas (Ew! para o nome em português. Ew, ew, ew) George Clooney é um executivo que viaja pelos Estados Unidos com um único propósito: demitir pessoas no lugar de chefes que não tem coragem de fazê-lo. Ele gosta bastante dessa vida nômade e tem verdadeiro pavor de voltar para casa. Inclusive dá palestras sobre desapego nas horas vagas. Tentando evitar spoilers o máximo possível, o filme se desenrola e entre um ou outro diálogo divertido acaba se transformando naquele velho clichê do "todo mundo precisa de um par" (ou um co-piloto, como eles dizem) e "não há lugar como a sua casa". George Clooney, coitado, deixa de ser um cara que curte sua vida e vira um sujeito amargurado porque não consegue cumprir a "função primordial do ser humano" que é se juntar e procriar.

Jason Reitman, você dirigiu The Office e Obrigado por fumar. Esperava mais de você, beijos.

Um comentário:

  1. Putz, quase vi esse filme semana passada, mas essa do ideal de casar e ter filhos realmente é de lascar.

    ResponderExcluir