quarta-feira, 10 de março de 2010

RIP


Se você é mulher e tem cerca de trinta anos deve ter, em algum momento da sua adolescência, arrancado uma foto do Corey Haim da Capricho e colado na porta do guarda roupa ou na capa do fichário. Ele era esse menino loirinho, de olhos azuis e boca carnuda que fazia dupla com outro Corey menos agraciado pela beleza, o Feldman, em vários filminhos bobinhos dos anos 80, entre eles dois dos mais legais da época, Goonies e Garotos Perdidos.

O menino fofinho cresceu, ficou feio e sem a carinha bonita não conseguiu seguir carreira em Hollywood. Começou a usar drogas e morreu hoje, de overdose.


Corey, eu podia perdoar suas tatuagens cagadas, o ganho de peso, a decadência. Mas precisava ter um fim tão clichê?

Um comentário:

  1. Muito Kurt Cobain, néam? Será que daqui uns anos essas bandas emo farão a mesma coisa? É esperar e torcer.

    ResponderExcluir