quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Cada um com seus pobrema

Porque tem dias que parece que o négocio é com você. Que o mundo inteiro se juntou e resolveu tornar sua vida um inferno.

Eu contei, achando até engraçado, que não passei na avaliação física da academia, né? Que por conta da minha asma precisaria passar por um médico de verdade para que ele atestasse que eu não vou morrer na esteira qualquer dia desses. Então.

Meu plano de saúde (que nomearei aqui com todas as letras para que os senhores corram dele - chama-se DIX A-MI-CO) comprou uma outra rede (ME-DI-AL) recentemente. Com isso dobrou o número de clientes e reduziu o número de médicos fechando diversas clínicas. Coisa de gênio. Daí que para marcar uma consulta na rede de hospitais próprios um pobre cidadão estava levando cerca de dez minutos ouvindo musiquinha de espera. Eu disse D-E-Z. Enfim. No dia em que me dispus a ficar ouvindo a tal musiquina ad eternum fui informada que, dos dois hospitais mais próximos de minha residência um não atendia mais clínica geral e o outro só tinha horário para dali a um mês. Oi, estava sendo atendida pelo SUS e não me contaram? Acabei marcando uma consulta no hospital da Vila Mariana, que ainda não sendo do outro lado da cidade já implicava em um certo transtorno, mas tudo bem. Achei que daria um sorrisinho para o clínico e ele assinaria um atestado me liberando para a academia.

Sonho meu. Parece que o doutor (que falava com um sotaque nordestino daqueles ininteligíveis) também ficou com medo de eu ter um treco portando um atestado assinado por ele e me encaminhou para um Pneumologista e um Cardiologista. Segue o drama.

Telefono para a central de marcação. Sete minutos de musiquinha. Cardiologista? Opa, tem sim, miraculosamente num hospital perto de casa, numa data próxima e num horário acessível. Fico até animada. Pneumo? Nesse hospital não tem não. Visando minimizar transtorno, pergunto se há Pneumo e Cardio no mesmo hospital em alguma unidade. Não senhora. Coisa de gênio outra vez, já que são duas especialidades que não estão nem um pouco relacionadas - é como ter Ginecologista em um lugar e Obstetra no outro.. Mas né, eu estava tão feliz por ter conseguido um Cardio com tanta facilidade que decidi não me irritar.

Pneumo perto de casa? Só daqui a um mês. E longe de casa? Só a tarde, de terça, quinta e sexta. Lembrando que chegar a essa conclusão levou cerca de vinte minutos entre idas e vindas da atendente ao computador.

Eu sou uma pessoa que trabalha sabem? Eu tenho alunos e faltar para ir ao médico é algo que causa um grande transtorno já que uma aula em grupo não pode simplesmente ser cancelada e substituição não é algo que tira-se do bolso. Faltar só se eu estiver morrendo, e ainda não estou. Só de raiva. Decido tentar a rede credenciada, que é pouca e quase sempre longe. Descubro um hospital pneumológico credenciado no meu bairro, coisa mais linda. Pergunta se atendem o telefone?

Basicamente é isso - ainda não consegui atendimento, que dirá marcar consulta. DIX AMICO, fica a dica: estatiza essa merda e bota uma placa do SUS, porque o nível está o mesmo.

2 comentários:

  1. Nossa! Que raiva.

    O pior é que aqui em Brasília tb está assim. Plano de saúde bom é difícil, viu...

    Os bons só atendem corporativo de empresas privadas (tipo Cassi, Bradesco, etc). Pior é quando (já aconteceu comigo) vc precisa de uma emergência e descobre que o único hospital que atende ginecologia de emergência fica há cerca de 40 km de qqr lugar. E aí vc vai pra onde? Rede pública. Atrasando ainda mais o atendimento de quem não tem opção.

    Triste situação.

    ResponderExcluir
  2. Olha, vou te dizer um negócio e realmente espero que não soe como pedantismo, já que fui cliente desta PORRA de "DIX sei lá o que" e me irritei por 4 gerações. Plano de saúde que presta e te atende chama-se OMINT. Sim, custa o cu das calça, mas vai por mim, sua vida vai mudar. TODOS os médicos e hospitais atendem e vc tem hora sempre, quando quiser, em qualquer lugar. Pesquise custos e pense sobre isso. hj sou uma pessoa melhor. Nem de psiquiatra acho que preciso mais.

    ResponderExcluir