sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Eu e a TIM - parte 1.000

Minha relação com a TIM é a aquela famosa de mulher de malandro. Ela me maltrata, me irrita, me arranca os cabelos mas eu não a abandono por que ela tem o plano Infinity.

Ter adquirido um aparelho LG cookie cerca de seis meses atrás provou-se um grande equívoco. Celular mequetrefe, touch screen vagabunda e pouquíssima resistência às mãos de manteiga de sua proprietária, o bichinho há um mês já circulava com uma imensa rachadura preta no meio da tela, fruto de sua milésima queda. Entretanto, como recém proprietária de um apartamento e portanto cheia de dívidas, incorporei o Tio Patinhas e resolvi que manteria aquela belezura enquanto ele estivesse fazendo e recebendo ligações (o que, levando em consideração a qualidade do aparelho, não deveria durar muito tempo).

Mas a TIM, essa safada, resolveu mais uma vez me seduzir. Passou a dar um descontão em um outro plano mais vantajoso pra mim E num aparelho novo. E lá fui eu ser maltratada mais uma vez.

Para começar a vendedora não quis fazer a transação porque eu estava sem minha identidade e minha carteira de motorista estava vencida. Argumentei que já era cliente e que não pretendia dirigir o celular por aí, mas não houve negociação. Voltei pra casa, não encontrei a identidade e retornei à loja no dia seguinte em um horário diferente. Fui atendida por um mocinho mais solícito que nem pediu para ver meu documento, só o número do CPF. Ele me avisou que não poderia migrar meu plano na loja com desconto e me orientou a fazê-lo por telefone. Ok.

Em casa, telefono para minha amante malvada. Explico o caso e o atendente, se fazendo de surpreso, me diz que não pode migrar um plano com desconto por telefone e que eu deveria voltar à loja para fazer isso. Telefono para a loja. O número impresso no cartão está errado. Coisa de profissional, né? Imprimiram milhares de cartões com o número errado mas quem se importa? Eu sou a mulher de malandro. Eu devo mover céus e terras para falar com eles. De repente tenho a idéia brilhante de repetir o procedimento adotado para a compra do aparelho - telefono de novo para falar com outro atendente. A moça só confirma meu CPF e realiza a transação.

Porque com a TIM é assim - não basta maltratar. Tem que confundir, irritar, humilhar e rir da nossa cara. Treinar pessoal é coisa para empresinhas de merda.

2 comentários:

  1. "Quanto mais apaanha a ela tem amizade/Longe dela tem saudade". Eu, que não sou dessas, mudei pra Vivo.

    ResponderExcluir
  2. Eu não posso chutar a bunda da TIM porque todas as pessoas com as quais eu falo diariamente (mãe, irmã, namorado) tem uma linha dessa empresa abençoada. E da-lhe plano infinity.

    ResponderExcluir