quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

5/01/2011

Existe uma coisa pela qual todo paulistano, um dia, vai passar. Para alguns demora mais, para outros menos. Não adianta tentar fugir. Não adianta se prevenir. Se você habita a cidade de São Paulo, isso vai acontecer com você.
Assalto? Não, enchente. E o meu dia foi hoje.
Acontece assim: você está lá, cuidando da sua vida, distraído em algum ponto da cidade. De repente, o céu desaba sobre a sua cabeça. É força de expressão, claro, mas se aproxima da realidade. Quem já pegou uma chuva de fim de tarde em Janeiro nessa terra sabe do que eu estou falando - o negócio acontece do nada. Em cinco minutos você tem água até os joelhos ou dentro do motor do seu carro. Ironicamente, nesse caso, sorte sua se estiver dentro de um ônibus. Quer dizer, mais ou menos. Porque era dentro de um Terminal Pirituba que eu me encontrava quando aconteceu.
Faltava pouco, sabem? Era atravessar a ponte da Lapa e eu estaria em casa. Mas quem disse que o rio  que a rua Guaicurus se tornou ia deixar? Paramos. Sessenta pessoas dentro de um ônibus com TODAS as janelas fechadas. Prova de resistência de Big Brother pra mim seria assim - enfia os 15 num Doblô sem abrir uma fresta. Arrisco dizer que nunca passei tanto calor na vida.
A chuva deu uma trégua, a água foi baixando. Decido vencer a ponte a pé. Ingenuidade. A entrada da ponte virou um lago, água na cintura, centenas de pessoas olhando para aquilo e se perguntando como atravessariam aquela joça. Sabem caos? Três vezes pior. Aquelas coisas que a gente vê na TV e acha que só acontece com o povo do Jardim Fim do Mundo.
Vou resumir a história dizendo que a água acabou baixando aos poucos e finalmente um ônibus atravessou a ponte. Mas nisso se foi aí uma hora e meia de pura desolação porque o cenário é mesmo de chorar. E só lixo, garrafa, pacote de salgadinho boiando.
Depois o povão coloca a culpa no Kassab.

Enchente na Lapa: eu sobrevivi.

Um comentário:

  1. Quando eu morava aí e passei por isso também tentei a pé: senti a água quase nos joelhos.

    ResponderExcluir