terça-feira, 1 de março de 2011

Trabalhices II

A mesma pessoa que não podia receber um resposta urgente via email dia tal porque dia tal ela não estaria no trabalho neste momento está me devendo uma resposta a uma pergunta enviada na sexta-feira passada. Dessa resposta depende boa parte do meu planejamento para o semestre. Eu tenho certeza que trata-se de uma pergunta. Inclusive usei pontos de interrogação corretamente e creio ter deixado claro que a mesma não era retórica.

Essa pessoa fez isso semestre passado. Escrevi pedindo a data do início das aulas e a distribuição de turmas para me organizar. Pessoa respondeu sua mensagem? Nem a minha. Telefonei para o cidadão e descobri que minhas turmas começariam no dia seguinte, não é mágico? E para coroar a habilidade da criatura com o mundo virtual, uma semana depois do início das aulas recebo a tal resposta. Qual era? "Ok".

Ok, minha gente. Ok! Eu pergunto quando começam as aulas e ele, uma semana depois, me responde Ok.

Eu tento respeitar, mas assim fica difícil.

2 comentários:

  1. Eu a acompanho em sua dor.
    Mandei um e-mail ontem pra um cliente, perguntando 2 coisas importantes para a continuidade dos trabalhos, e também tenho certeza de que não esqueci dos pontos de interrogação. A resposta do cliente: "OK".

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, Juliana, é tipo a pessoa que recebe duas opções e responde "isso".

    "Você prefere o vermelho ou o amarelo?"

    "Isso."

    Ódio.

    ResponderExcluir