Manual prático de bons modos em agências de intercâmbio (parte II)


Gente, não tem jeito. Trabalhar no salão do estudante é passar o dia inteiro ouvindo essas lindezas.

Cena 1:

A situação é a seguinte: um stand em uma feira de intercâmbio. Uma mesa, algumas cadeiras, quatro expositores, dois cartazes imensos com o nome da agência e sua área de atuação e uma tonelada de material promocional em um display na entrada do stand. A criatura pega um folheto do display e, o abanando em frente à expositora, pergunta:

“Oi, como funciona?”

Expositora mostra-se confusa. Como funciona o que? O folheto? Você abre e lê, moça. Intercâmbio? Você paga e a gente te manda estudar em outro país e morar na casa de uma família local. Feira de intercâmbio?  Você entra, pega um monte de sacolinhas, canetas e folhetos e fica infernizando pobres expositores.  Respondi à sua pergunta?

Manual prático de bons modos em agências de intercâmbio: Não faça perguntas genéricas. Os agentes amam vocês, clientes, mas gostam mais daqueles que sabem o que querem.
               
            Cena 2:
            
            Mesmo stand. Mesma feira. Criatura se aproxima do expositor e pergunta:
               
“Oi, vocês fazem o que?”

                Diante dos cartazes enormes atrás do expositor que dizem “Agência Schlebts: intercâmbios”, o que o mesmo deve responder?

                “Fazemos pastel – quer de carne, queijo ou palmito?”
                “Fazemos despacho – trouxe a galinha preta?”
                “Fazemos programa – porque qualquer coisa está melhor que ficar aqui ouvindo essas coisas.”
                “Fazemos promessa pra ver se ano que vem recebemos clientes mais espertos.”

Manual prático de bons modos em agências de intercâmbio: Como já foi dito, nós amamos todos os clientes, inclusive os que não sabem ler. Mas, se esse for o seu caso, compareça à feira com alguém que saiba, por favor.

Comentários

  1. Ah, Paula, que intolerância! Hahaha!

    ResponderExcluir
  2. Haha, Bruna, acredite - dois dias ouvindo isso acabam com o bom humor de qualquer um. E eu nem contei a da menina que queria ir para VanCOUver e pronunciou o cou, assim mesmo.

    ResponderExcluir
  3. hauhauahuahauhauahauhauahauhauahuahauahauhauahauhauahauahuahauahuahauah!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas