sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Aventuras da tia no condomínio

Tempos atrás eu anunciei aulas particulares de inglês no grupo do condomínio no facebook. Eu sei, eu sei, porque eu iria querer dar aula para aquela gente fina, elegante e sincera que habita minha vizinhança, mas o que a gente não faz por dinheiro amor à profissão né?

Choveram interessados. A maioria achando que ia ter duas horas semanais de aula, particular, em casa, pagando 150 reais por mês. Assim que eu passava os valores a pessoa nem me respondia mais. Aliás, recadinho pra galera que acha caro: eu estudei aí uns bons 6 anos da minha vida pra chegar a um nível de inglês adequado para dar aula. 6 anos só estudando língua. Coloca aí também todos os cursos, especializações, certificados para ser professora e o caramba, tem mais uns 3 aninhos na conta. 9 anos investidos na área, mas se você acha minha hora-aula cara pode pagar 25 conto para aquela sua prima que terminou o curso avançado da Wizard. You get what you pay for. Fora que 300 reais numa progressiva ninguém reclama, beijos.

Desencanei. Daí uns dias atrás um cara do condomínio me mandou um e-mail. Passei os valores e ele, milagrosamente, respondeu que queria conversar comigo pessoalmente para ver o material e etc.Tudo por e-mail. Disse que me interfonaria quando chegasse do trabalho e assim fez. Segue a conversa:

"Oi, aqui é o fulano, você pode subir no meu apartamento pra gente conversar? É o meia um da torre 4."

Fui. Toquei no 61 da torre 4 e uma cara atendeu a porta:

"Oi fulano, tudo bem? Vamos conversar?"

"Er... vamos... sobre o que?"

Insira GIF de FOM bem grande aqui.

"Você não é o fulano, né?"

"Não."

"E o fulano nem mora aí, né?"

"Não."

Final da história: era apartamento UM meia um. Começo a achar que namorado tem razão quando diz que eu sou surda.

Em tempo: o rapaz do UM meia um é um fofo, tem um gato preto lindo e fechou as aulas sem pechinchar. Aleluia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário