segunda-feira, 14 de abril de 2014

O famigerado argumento da inveja

Sábado embarquei no Cometão velho de guerra para visitar minha mãe no interior. Acho digno de nota o fato de que sim, eu estava num mau humor do cão, Sábado na firma é sempre um drama e eu tinha saído de lá correndo antes que mais um pepino despencasse na minha cabeça.

Enfim, estava lá na minha janelinha, curtindo um ar-condicionado e pronta para consumir mais alguns capítulos de Contato quando de repente alguns bancos atrás de mim surge um som que deve ser a trilha sonora da galera que atravessa os portões do inferno. Era uma cruza do capeta entre Calipso e Ninjas da Arrocha saindo diretamente do celular de um abençoado que percebeu exatamente o momento em que eu me virei e fuzilei o cidadão com o olhar.

O problema nem era o Arrocha, juro. Acontece que eu estou quieta no meu canto, cansada, doida pra terminar de ler meu livro e não quero ter que ouvir a música de ninguém, seja ela sertanejo ou rock. Dono do celular obviamente ignorou meu olhar de insatisfação e continuou com seu bailão particular. Olhei mais uma vez. Mais duas. Na terceira ele resolveu me desafiar e, além de aumentar o volume, começou a cantar junto. Aí achei vandalismo.

Fui até a cabine do motorista e pedi uma intervenção. Ele parou o ônibus no acostamento e se dirigiu ao DJ do Cometão.

"FOI AQUELA MULHER DE SAIA ROSA QUE RECLAMOU, NÃO FOI?"

"Senhor, não importa, o som está alto e todos os passageiros se incomodam."

"EI SEI QUE FOI AQUELA MULHER DE SAIA ROSA, É ASSIM MESMO, AS COISAS NÃO VÃO PRA FRENTE NA VIDA DAS PESSOAS E ELAS TEM INVEJA DE QUEM TEM AS COISAS!"

"Senhor, por gentileza, coloque o fone ou abaixe o volume."

"JÁ TÔ ABAIXANDO, MAS QUE CRIATURA MAL AMADA, NÃO QUER OUVIR MÚSICA FICA EM CASA UÉ!"

Não quer ouvir música fica em casa ~risos~. Nem vale a pena tentar argumentar que né, é exatamente o contrário meu senhor: quer ouvir música no volume que bem entender fica em casa.

Enfim. Só contei essa história para demostrar que se a gente já desconfiava que o argumento da inveja estava superado, agora a gente tem certeza.


3 comentários:

  1. Apelar pra inveja é o maior papelão! Hahahahahah

    Já cheguei MUITO PERTO de falar diretamente com a pessoa que não se toca que está incomodando todo mundo. Meu sonho é andar com fones de ouvido extras pra distribuir no ônibus.

    ResponderExcluir