segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

This is love

Antigamente eu detestava fazer aniversário. Tinha pavor. Sofria por antecipação uma semana antes e me recusava a marcar qualquer tipo de comemoração por motivos de: eu sempre levava as ausências para o lado pessoal. Eu achava que se marcasse alguma coisa e as pessoas não fossem era porque elas não gostavam de mim, não se importavam e mimimi blábláblá ai como sofro. 

Agora vejam: fazendo aniversário em Dezembro é considerável a chance de as pessoas não irem apenas por motivos de: festa na firma, formaturas, visita de parentes, férias, etc e tal. 

Daí de uns anos pra cá eu parei de me importar. Parei de achar que dia 10 de Dezembro tem que ser sempre um dia fantástico apenas por ser meu aniversário. Eu acordo, vou trabalhar, sigo fazendo minhas coisas normalmente e se me der vontade eu invento uma comemoração qualquer. E esse ano eu inventei.

Minha única preocupação era chegar cedo no bar porque eu tenho umas quatro turmas diferentes de gente que não se conhece e ia ficar bem esquisito essa galera lá na mesa do Sujinho sem o único elo em comum deles: euzinha. Não que eles não fossem se entender de qualquer jeito. Meus amigos, ao contrário de mim, tendem a ser um povo bem sociável. 

E não é que todo mundo foi? Todo mundo. Mesmo quem só podia ficar um pouquinho, mesmo quem só podia chegar mais tarde. Foi uma tarde regada a tanta cerveja e tanto amor que eu tirei fotos inclusive mostrando os dentes, coisa que eu nunca faço por motivos de: fico esquisita. 

Este post é só para agradecer todo mundo que esteve lá no Sujinho neste Sábado: vocês são incríveis. E eu adoro o fato de que a gente se vê pessoalmente tão pouco, mas quando se vê parece que foi ontem mesmo. Sempre. 





 Olha a dentadura aí, gente

Nenhum comentário:

Postar um comentário