sábado, 28 de março de 2015

Sábado na firma

Sábado de manhã, escola bombando, gente pra tudo quanto é lado, molecada amontoada na secretaria pra tentar adivinhar quantos chocolates há dentro do pote da brincadeira de Páscoa, tá tudo lindo, tá tudo indo bem. Uma senhora chega puxando uma menininha de uns 9 anos cheia de livros:

"ELA TEM PROVA SEGUNDA FEIRA NA ESCOLA, TEM ALGUÉM AÍ PRA TIRAR UMAS DÚVIDAS DELA?"

"Bom dia, precisa marcar um horário, agora os professores estão dando aula."

"MAS ELA TEM PROVA SEGUNDA-FEIRA, NÃO TEM NINGUÉM PRA RESPONDER UMAS PERGUNTAS?"

"Infelizmente plantão de dúvidas só com hora marcada."

"MAS COMO É QUE ELA VAI FAZER PROVA, QUEM É A COORDENADORA?"

"Sou eu mesma, prazer."

"ENTÃO VOCÊ VAI RESPONDER UÉ, FULANINHA, PEGA O LIVRO!"

A menina abre o livro do curso de inglês.

"Então, mas se a dúvida é daqui do curso pode ficar tranquila, ela não vai ter prova ainda."

"MAS A DÚVIDA NÃO É DA ESCOLA, FULANINHA?"

Menina: "Não, é daqui... da escola eu sei a matéria"

"MAS VOCÊ NÃO SABE FAZER ISSO? (Aponta para um exercício em branco) A PROFESSORA NÃO ENSINA A FAZER ISSO, COMO PODE?"

Menininha já está com os olhos marejados.

"Mas isso é normal, as vezes a professora explica e eles ficam com dúvida depois, não tem problema, a gente marca um horário e ajuda com a lição."

"AFF FULANINHA, COMO É QUE VOCÊ NÃO DISSE QUE ERA DÚVIDA DAQUI, AFF, VAMOS EMBORA!"


Agora vamos brincar de Corra, Lola, corra e reencenar a história mudando alguns detalhes:

Sábado de manhã, escola bombando, gente pra tudo quanto é lado, molecada amontoada na secretaria pra tentar adivinhar quantos chocolates há dentro do pote da brincadeira de Páscoa, tá tudo lindo, tá tudo indo bem. Uma senhora chega acompanhada de uma menininha de uns 9 anos cheia de livros:

"Bom dia, minha neta tem prova na escola segunda-feira e está com umas dúvidas, tem algum professor livre agora  que possa ajudar?"


"Pois não, qual é a dúvida?"


Tão mais fácil, né coleguinhas? A menininha não iria chorar, os outros alunos da escola não iriam olhar para a mulher como se ela fosse louca (como se ela fosse, heim? heim?), eu não agarraria ódio eterno dela pra sempre e todo mundo ficaria feliz.

Seres humanos, qual o problema de vocês?


Nenhum comentário:

Postar um comentário