quinta-feira, 23 de abril de 2015

Se eu pudesse voltar no tempo...

O Felipe, que tem um blog ótimo, fez este post igualmente ótimo sobre arrependimentos. Eu tenho alguns arrependimentos na vida, mas se for pra contar um, lá vai. Se eu pudesse voltar no tempo eu teria escolhido a alternativa C.

2008 (ou 2009). O Roberto Justus tinha um programa chamado 1 contra 100 na Band ou na Record, preguiça de procurar. Era um quiz de perguntas e respostas onde um candidato concorria a um milhão de reais contra cem pessoas numa platéia. Ele tinha que ir acertando as perguntas até eliminar todo mundo dos cem que também estivessem acertando. Se ele errasse, o prêmio que ele tinha ganhado até então era dividido entre quem tinha acertado na platéia.

Eu estava na platéia. E estava matando a pau, acertando tudo porque se tem um negócio que eu domino nessa vida é cultura inútil. Até que veio a fatídica pergunta:

"Se você estivesse irritado com o Carlos Caetano Bledorn Verri, estaria na verdade irritado com quem?" (as perguntas eram sempre formuladas assim)

a) Com o Rivellino
b) Com o Cafu
c) Com o Dunga

Mas Paula, minha fila, como você errou isso? Como assim você não sabia que o nome do Rivellino é Roberto e que com esse sobrenome Bledorn tava meio ruim de ser o Cafu?

Primeiro eu não lembro se a alternativa B era mesmo o Cafu. Talvez fosse uma opção mais plausível. Segundo que a gente tinha tipo 10 segundos pra responder cada pergunta. E em 10 segundos ali valendo um milhão a gente faz as associações mais imbecis possíveis. A minha foi: "Ok, o Rivellino é Roberto e o Dunga é técnico da seleção brasileira. Não é possível que eu nunca tenha ouvido o nome completo do técnico da seleção brasileira." Fui no Cafu. E fui eliminada.



Mas o problema nem foi ter sido eliminada em uma pergunta tão besta. O problema é que a pergunta seguinte era:

"Um mitômano é uma pessoa que tem mania de:"

a) Mentir
b) Se lavar
c) Liderar

Essa pergunta conseguiu ser mais ridícula que a anterior. E o um, o cara que estava concorrendo sozinho a um milhão, errou. Ele tinha ganhado 200 mil até então, e sobraram 9 na platéia que tinham acertado essa pra dividir o prêmio. Eu teria acertado se não tivesse cagado na do Dunga. E teria levado pra casa 20 mil.

20 mil, né gente? Não é uma fortuna nem nada, mas ganhar 20 mil reais assim, num domingão, só por ter apertado uns botõezinho certos, não teria sido nada mau. Quando é que vocês acharam que saber o nome do Dunga valeria 20 mil reais, heim?


3 comentários:

  1. Sempre me perguntei como essas pessoas eram selecionadas, as dos botoezinhos, como voce... =D

    ResponderExcluir
  2. Eu me inscrevi pelo site e me chamaram, Ju

    ResponderExcluir
  3. Eu adorava esse programa! Acho que o Silvio Santos tinha uma versão também. E não acredito que vc foi uma das pessoinhas! Nunca ouvi falar de ninguém que já tenha participado desses programas, tipo aquela lenda urbana da pessoa que participa de pesquisa de opinião.

    E, uau, essa merecia mesmo uma volta no tempo. 20 mil! Mas eu erraria as duas perguntas. Risos.

    ResponderExcluir