sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Day 2 - Your crush

Oi moço, você sabe quem é.

Estamos juntos há muito tempo. Uma criança nascida no dia em que nos conhecemos já está alfabetizada. Já anda de bicicleta.
Já fala palavrão.

O negócio começou num carnaval, no tempo que a lata de Brahma era branca. Temos fotos para provar. Você bêbado, sujo, de camiseta furada dos jogos Panamericanos do Rio de Janeiro. Você tem até hoje essa hábito de usar camisetas de souvenir. Eu ainda tinha cabelo cacheado, usava um vestido que eu amava e naquele dia tinha desanimado de beber apenas porque usar o banheiro num bloco de carnaval em São Luís do Paraitinga era muito próximo do que eu consideraria "missão impossível". Não beijei você naquele dia porque estava sóbria demais para dar bola para aquele moço tão bonito mas tão cagado. Sorte nossa que tínhamos essa amiga em comum e, naquele tempo, MSN e Orkut.

Você curtia Cake e Encontros e desencontros e diante desse cenário percebi que você só podia ser mesmo um cara legal. Tão legal que quase 8 anos depois eu estou aqui, te escrevendo essa carta.

Você me ensinou que o amor pode ser tranquilo.
Você também me ensinou que o amor pode ser turbulento.
Você me mostrou que eu sou mais forte do que eu achava que era.
Você me irrita quando tenta consertar essa minha alma bagunceira e delusional, mas eu agradeço a paciência.

Eu poderia escrever cartas para você todos os dias. Você é meu crush, meu namorado, meu boy, meu ómi, meu melhor amigo, meu amô.




A lata branca e a foto com data para comprovar a antiguidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário