segunda-feira, 9 de maio de 2016

De como eu caí no submundo da internet sem querer

Olá coleguinhas, tudo bem?

Ontem, sem querer, eu conheci um submundo da internet quase tão assustador quanto fascinante. Um submundo ao qual, em cerca de 20 anos de internet, eu nunca tinha sido apresentada: os fã-clubes de twitter.

Começou que Globo vai fazer tipo um remake com outro nome da novela Sassaricando. E Sassaricando foi daquelas novelas queridas de infância, da qual a gente copiava as roupas, os bordões, amava os personagens. E um dos personagens mais queridos era a Tancinha, uma feirante grandalhona, meio ignorante, atrapalhada que falava tudo errado com um sotaque meio italianado. Quem fazia a Tancinha era a Cláudia Raia. Daí vem a notícia de que quem vai fazer a Tancinha no remake é uma atriz que eu não vou escrever o nome aqui para não atrair mais louquinhos. 

(Pausa para imaginar essa moça como uma feirante grandalhona que fala errado)

Nada contra ela, que é lindíssima e talentosa (OUVIRAM FÃ-CLUBES?). Só acho que não combina. E eu fiz a besteira de externar essa opinião no twitter. 

Sabem o que eu ganhei? Um monte de reply de @s tipo "mypridefulaninha" ou "divafulana" que fazem busca na rede atrás de quem ~fala mal da musa deles~ E eu nem falei mal. 

Aliás, por que eu falaria mal dessa atriz? Ela é essa estrela de primeira grandeza, tão maravilhosa que deveria ganhar o Miss Universo todo ano mesmo sem concorrer. Ela é tão talentosa que o povo do Oscar deveria bater na porta dela para entregar uma estatueta a cada dois anos só pelo conjunto da obra. Ela definitivamente merece cada segundo que esse povo perde a "defendendo" nas redes sociais. E olha que eu sou uma pobre arroba zé-ninguém, com 140 seguidores. E ainda assim essa galera se deu ao trabalho de ir lá me enchouriçar. 

Vocês imaginem só se esse pessoal direcionasse tanta motivação para coisas realmente úteis. A gente já teria curado o câncer e colonizado o espaço. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário