segunda-feira, 11 de julho de 2016

Veganismo, linchamento virtual e qual a necessidade disso?

Daí que eu, como boa falsetariana que sou, virei o emoji com coraçõezinhos nos olhos ao me deparar com um hambúrguer de abóbora com castanhas no bar na esquina de casa. É fácil ganhar o coração de uma vegetariana falsificada como eu: basta incluir no cardápio uma opção sem carne que não seja queijo com salada nem hambúrguer de soja. O sanduíche veio e estava uma delícia. O de mozão, com carne desfiada, também foi aprovado.

Resolvi fazer uma avaliação no facebook porque eu sou dessas. O lugar é gostoso, não muito caro e na esquina de casa, quero mais é que muita gente vá lá e eles fiquem ali por muito tempo. Entrei na página deles e descobri que o lugar tinha uma avaliação média de 2.7 estrelas, o que eu achei bem injusto. Fui fuçar nas avaliações e descobri por quê.

Aparentemente um tempo atrás uma moça vegana esteve lá e teve o pedido trocado, recebendo um sanduíche de frango desfiado no lugar. Ela só percebeu que era frango quando estava terminando de comer, ficou revoltadíssima e chamou os migos veganos dela pra fazer linchamento virtual na página do bar. Conseguiu 170 comedores de alface pra ir lá dar uma estrelinha e xingar o estabelecimento.

Fica a pergunta, coleguinhas: como é que uma pessoa que não come carne recebe um sanduíche que não apenas é de frango mas provavelmente também não se parecia nem um pouco com o que quer que ela tenha pedido E NÃO PERCEBE? Tem que ser muito lesa. Gente assim, em caso de apocalipse zumbi, não chegaria na primeira esquina. Outra pergunta: o que é que uma criatura ganha promovendo linchamento virtual de um lugar que fez o que milhares de restaurantes fazem todos os dias: trocou um pedido? Será que só faltava esse carimbo pra completar a cartelinha do vegano insuportável?

Eu simpatizo com a causa, mas já começo a achar que veganismo é tipo Jesus: a ideia em si é boa, o que estraga é o fandom.



5 comentários:

  1. Adorei! Mais uma aqui que amou a última frase! Hahahahaa..

    ResponderExcluir
  2. A menina deve ter ficado muito ultrajada por ter comido o frango. Como se tivesse comendo, sei lá, um bebê. Só isso explica.

    Post excelente!

    ResponderExcluir