terça-feira, 9 de agosto de 2016

A FFLCH

A FFLCH é a Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP. Eu me formei lá num longínquo 2006 e hoje voltei para buscar meu diploma porque esse é meu jeitinho.

A FFLCH continua a mesma. O escadão para chegar ao prédio da Letras, o café horroroso da cantina,  o cheiro de maconha misturado com pão de batata, as lousas nas paredes dos corredores que foram substituídas por lousas nas portas das salas. O pessoal continua muito criativo nas mensagens que escreve lá. Na fila da seção de alunos vou ouvindo as conversas e dando aquele sorrisinho que significa tanto been there, done that quanto só podia ser na Letras mesmo. Inclusive, gostaria aqui de me desculpar publicamente por todas as vezes que acusei a seção de alunos da Letras de ser uma zona: 10 anos depois meu diploma estava lindão dentro de um envelope na gaveta P do arquivo. Não tinham incinerado ele.

Quando eu entrei em 2000 (yes, yes, levei seis anos para me formar) pré requisito pra estudar lá era ter pelo menos uma saia indiana no armário ou um chinelinho de couro fedido. Hoje em dia a Letras USP deve ser a maior concentração de side cut e tinta fantasia de São Paulo. Contei uma hippie roots apenas. Os tempos mudam.

 A vida era difícil no começo dos anos 2000. A gente não tinha dinheiro pra nada mas pra festa sempre tinha. A gente se divertia com pouco, nunca comprava roupa nova então improvisava usando umas das outras. A gente se apaixonava e desapaixonava na velocidade 5 do créu, curtia bad por causa de macho que durava uma festa open bar. A vida era difícil mas era leve, não tinha prestação de apartamento, pressão pela maternidade, dieta, carreira.

Me deu uma baita saudade. Do café ruim, do cheiro de maconha misturado com pão de batata, das banquinhas de livros. Como é que eu nunca tinha reparado no quanto a FFLCH é bonita enquanto estava lá?

Li uma vez que a gente olha para o passado com os olhos do presente e por isso ele parece melhor ou pior do que foi na verdade. Meus olhos do presente me dizem que meus tempos na FFLCH foram bons. Deu até vontade de prestar vestibular pra sentar naquelas carteiras velhas de novo, agora estudando História ou Ciências Sociais. Será que me deixam entrar lá de botinha e cabelo careta?


Bagunçada que só mas aff tão linda

Um comentário:

  1. Estudei lá em 2000, era do noturno. Depois, prestei vestibular na Unicamp e mudei. Talvez tenhamos trombado por lá.

    ResponderExcluir