quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O chato "tem que"

Quando você fica solteira chega aquele nem um pouco aguardado momento em que seus amigos começam a te arrumar dates. Sim, porque aparentemente uma mulher solteira há mais de seis meses está desesperada para namorar e é incapaz de fazer isso sozinha.

Daí tem esse amigo de um casal de amigos que deu pra aparecer em todos os meus encontros com eles. E de repente eles chegaram à brilhante conclusão de que nós talvez formaríamos um casal num futuro qualquer quem sabe um dia sei lá ninguém tá botando pressão não ok? Não sei se esse moço em algum momento manifestou algum interesse em mim, mas o fato é que eu venho cruzando bastante com ele. O problema é que esse moço é um chato "tem que". 

Vamos exemplificar o chato "tem que".

Um dia nós estávamos numa feira de cerveja artesanal. Eu estava com fome e disse que ia pegar um sanduíche de falafel no trailer atrás da gente. Esse moço imediatamente interferiu:

"Olha, eu não conheço esse trailer aí mas se você gosta de sanduíche de falafel você TEM QUE experimentar o da (barraca que ficava do outro lado na puta que pariu da feira lotada)." 

Eu ignorei o conselho e comi meu sanduíche ali mesmo porque estava frio, eu estava com fome e nem um pouco disposta a atravessar o Memorial da América Latina atrás de um lanche. E porque TEM QUE é meu pau de óculos, ninguém TEM QUE nada coleguinhas. Ninguém TEM QUE assistir Game of Thrones nem ouvir aquela bandinha hipster que todo mundo conhece mas você gosta de fingir que só você e seus amigos curtem. Ninguém TEM QUE gostar nem de Beatles, colega, ninguém é obrigado a nada não. Ninguém TEM QUE curtir cerveja artesanal e muito menos atravessar uma porra de uma feira lotada no frio só porque você acha aquele sanduíche de falafel a coisa mais excelente do universo. 

Todo mundo conhece um chato "tem que". Todo mundo é meio chato "tem que", pode admitir. Eu ainda solto umas dessas as vezes, mas quando percebi o quanto isso me irritava comecei a me policiar um pouco. 

Mas Paula, o moço soltou um "tem que" uma vez e você já o enfiou nessa categoria de chato?

Vejam bem, coleguinhas. 

Semanas depois encontro o moço num evento similar. A primeira coisa que ele me diz depois de me cumprimentar é:

"Nossa, eu comi o lanche daquele seu trailer hoje e o do meu é muuuuuuito melhor."  

Porque não basta ser chato "tem que", tem que insistir na chatice. Sério, qual a necessidade? 

Na terceira vez que eu encontrei esse moço foi num bar. Eu tinha chegado cedo, ele chegou tarde e me encontrou na fila pra pagar a comanda:

"Ah, vai ficar nessa fila mesmo? O bar tá cheio ainda, você TEM QUE ficar mais um pouquinho." 



Encontrei o cara três vezes e três vezes ele me cagou regra.

Não seja essa pessoa, amiguinho. Apenas não seja. 

3 comentários: