Sobre Stephen King e professoras de português

Estou lendo On writing do Stephen King, uma espécie de autobiografia mas focada no processo dele como escritor. E ele conta a história de como, aos 16 anos, escreveu um conto de terror, fez cópias numa prensa velha no porão da casa dele e vendeu na escola arrecadando 9 dólares. No mesmo dia ele foi chamado na sala da diretora e a ouviu dizer que ele era talentoso, mas ela não entendia porque ele escrevia aquelas porcarias. Ele passou muitos anos tendo vergonha das coisas que ele escrevia e só lá pelos 40 anos, quando já era um escritor consagrado, ele se deu conta de que todo escritor que já publicou suas histórias foi alguma vez acusado de estar desperdiçando seu talento.

Eu devia ter uns 11 ou 12 anos quando ignorei as instruções da professora de português (Priscila o nome dela, não esqueço) para escrever um texto argumentativo e escrevi um conto de ficção no lugar. E eu amava aquele conto. Eu me lembro de estar orgulhosíssima do que tinha escrito e me lembro também claramente dela me esculachando na frente da sala inteira porque eu não tinha seguido as instruções.

Foda-se que o conto era bom (não sei se era, eu achava, por incrível que pareça eu era uma criança muito autoconfiante), foda-se que estava bem escrito. E nem que não estivesse, né? Qual a necessidade de me esculachar na frente da sala, fazer de mim o um exemplo a não ser seguido?

Eu nunca mais achei que o que eu escrevia era bom.

Talvez a Priscila tenha matado ali naquela sala da sexta série a J.K. Rowling brasileira.

Ou não, né.



Comentários

  1. Stephen King é um dos meus escritores favoritos desde que li Christine na adolescencia. Leio tudo dele e tenho varios livros. Amo a forma como descreve o lugar e as personagens e gostei muito do Sobre a Escrita. Mas o que eu gstaria de dizer mesmo é que te entendo qdo conta da professora. Todo dia matam um sonho do meu filho na escola.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Tava na hora de mudar né? 8 anos com a mesma cara :)

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas