terça-feira, 4 de outubro de 2016

The great big news

Então eu disse no post anterior que tinha uma novidadona pra contar mas que precisava de autorização porque ela envolve outra pessoas. Pois a autorização saiu e venho por meio desse post informar que virei tia! Após uma gestação de cerca de dois anos o processo de adoção da minha irmã saiu e a partir da semana que vem uma menina de oito anos terá um lar de verdade, uma mãe, um pai e um gato mal-humorado que esperaram demais por isso (o gato talvez não ~risos~).

A gente não tem ideia do que é uma adoção até estar envolvida com ela. Do quanto se investe emocionalmente no processo, do quão complicado parece às vezes. A gente ouve histórias lindas, outras tão difíceis. A gente acha que não vai dar. A gente descobre que na verdade tem mais gente querendo adotar do que crianças prontas para a adoção. E quando ela vem, do tamanho do cuidado que a gente tem que ter com tudo e como cada passo daquela criança em direção à família dela.

Minha irmã mora em Brasília e adoção tardia tem muitas regras de adaptação (há etapas a serem seguidas para apresentar a família, para ter gente dormindo em casa) então eu só vou conhecer minha sobrinha no natal, mas é impressionante como ela já muda  a percepção da gente sobre um milhão de coisas. Tô feliz demais por ter uma pessoinha tão esperada chegando na minha família.

2017 vai ser um ano especial para a família Foltran Borges, eu tenho certeza.

Seja bem vinda, Amanda, "aquela que deve ser ser amada". Tia Paula já providenciou seu primeiro All Star e sua primeira edição de Alice no País das Maravilhas.

(Esse é o símbolo da adoção - os lados do triângulo representam a criança, os pais adotivos e os pais biológicos, entrelaçados pelo coração que representa o amor. Não tem foto da Amanda porque eu acho que ainda não pode, mas acreditem, ela é linda de morrer. É alta e tem um cabelão cacheado daqueles que vai dar um afro maravilhoso no futuro, se ela quiser) 

7 comentários:

  1. Que lindooooo! Muita felicidade pra vcs todos!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!! Bem vinda, Amanda! Que maravilhoso!!! =D
    Eu sempre me emociono com historias de adocao!!

    ResponderExcluir
  3. Que emocionante seu post. Tive na vida oportunidade de acompanhar de perto uma adoção tardia e é realmente uma alegria intensa para todos, é uma nova família que se configura a partir de uma criança que já chega com uma história para compartilhar. Felicidades para Amanda e para sua família. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Nos somos todos loucos pela Alice aqui em casa

    ResponderExcluir